www.carolinalucas.com
www.carolinalucas.com
Bazar da CarolinaBAZAR DA CAROLINA

LEILÔES ONLINE

A MINHA HISTÓRIA
  English Version MY STORY
COMO ME PODES AJUDAR
  English Version HOW CAN YOU HELP ME
LIVRINHO DE MENSAGENS
A MINHA VIDINHA
FALA COMIGO
  English Version TALK TO ME

PATROCÍNIOS
PUBLICA OS MEUS BANNERS
   English Version PUBLISH MY BANNERS
OS MEUS EVENTOS
VALORES AMEALHADOS
DOCUMENTOS MÉDICOS
OS MEUS AGRADECIMENTOS
LINKS & CONTACTOS AMIGOS

EU ... EM REVISTAS
EU ... EM FOTOS (ANTIGAS)
EU ... EM FOTOS (NOVAS)
EU ... EM VÍDEOS
EU ... NA TV

DIÁRIO DE CUBA (NOVO)

TENTATIVAS DE DIVULGAÇÃO

A MAIOR DAS ESPERANÇAS

A PARALISIA CEREBRAL

TESTEMUNHOS

PUBLICIDADE

A MINHA NEWSLETTER

DADOS DA CONTA BANCÁRIA
Banco: Santander Totta
N.º Conta: 000316754855020
NIB:
0018 0003 16754855020 12
IBAN:
PT50001800031675485502012
BIC/SWIFT: TOTAPTPL
Fala Comigo / Talk to me
O Meu Slogan ...
Faz o Meu Sol Brilhar Mais

Ver no YouTube

WEBSITES PATROCINADOS
quero colocar aqui o meu banner
Lojinha da Carolina
Cipreco
CIQ-MG, Lda.
www.biocombo.pt
www.ecomeios.com
Wind Passenger
JS DIversoes
Gabinete de Psicologia
Ser Prematuro
doBebe.com
Homepage . Adiciona-me aos Favoritos  .  Envia o meu Website a um Amigo    |     27 Amigos Online
Olá, eu sou a Carolina
 
 Revista "Saber Viver" - Fevereiro 2012
Ler Reportagem:
Reportagem
 
 Jornal "Centro de Saúde" - Julho 2011
Ler Reportagem:
Reportagem
 
 Bons Vicius - Maio/Junho 2008
Ler Online:
http://www.bonsvicius.net
 
Ver Recorte:
Recorte
 
 Expresso - 21/03/2008
Ver Recorte:
Recorte
 
 TV Mais - 25/01/2008
Ver Recorte:
Recorte
 
 Mulher Moderna - 31/12/2007
Ver Recorte:
Recorte
 
 Jornal Nova Odivelas - 30/11/2007
Ler Online:
http://www.novaodivelas.pt/sitemega/view.asp?itemid=382
 
Ver Recorte:
Recorte
 
 Jornal de Notícias - 15/11/2007
Ler Online:
jn.sapo.pt/2007/11/15/pais/menina_deficiente_pede_ajuda_net.html
 
Ver Recorte:
Recorte
 
TRANSCRIÇÂO:
" Menina deficiente pede ajuda na Net

Entre os brinquedos favoritos de Carolina Lucas, de três anos e meio, está uma bicicleta que não pode usar. Uma paralisia cerebral impede-a de andar, gatinhar e até de se sentar sem ajuda. Para a família, residente em Odivelas, a esperança vem agora de Cuba, onde terapias tão avançadas quanto caras podem melhorar a qualidade de vida da menina.

Quando a pequena Carolina nasceu, com apenas 1,1 quilos de peso e 29 semanas de gestação, os exames de rotina acusaram uma doença chamada leucomalácia periventricular. Um palavrão que os médicos desdramatizaram dizendo que era normal nos prematuros. A família só notou que algo estava mal quando passaram cinco meses e Carolina não conseguia sentar-se.

O diagnóstico foi duro a bebé sofre de uma paralisia cerebral. Se a nível cognitivo a Carolina não tem dificuldades - é bem- -disposta, fala bem, desenha e aprende facilmente - em termos motores tem problemas graves, sobretudo ao nível das pernas. "Ela apercebe-se de tudo. Vê que enquanto os outros meninos correm e brincam, ela não consegue e diz que não sabe andar", explica Carla Brito, 37 anos, tia da Carolina.

As perspectivas de tratamento também não são animadoras. "Há quase três anos que ela faz fisioterapia e não vemos melhorias", explica Carla Brito. Segundo a familiar, "o cenário que os médicos portugueses fazem é o de a Carolina ficar numa cadeira de rodas eléctrica".

A família da criança conseguiu então entrar em contacto com o Centro Internacional de Restauração Neurológica de Cuba (CIREN), onde os médicos garantem melhorias visíveis para o caso. Uma esperança promissora mas dispendiosa pelo primeiro ciclo de tratamentos, que inclui a avaliação do estado da Carolina, a família terá de desembolsar 15 mil euros. E só depois de concluído esse estudo se saberá quantos ciclos serão necessários.

Há cerca de um mês, a família de Carolina avançou com a criação do site www.carolinalucas.com, no intuito de conseguir algum apoio financeiro. A iniciativa, que também inclui cadeias de e-mails, divulgação noutros sites e um leilão de objectos doados pela Internet, começa a dar frutos, que se traduzem na grande quantidade de mensagens de apoio e na recolha de 2500 euros.

Para quem quer ajudar a Carolina "o quanto antes", a quantia parece crescer devagar, mas Carla Lucas reconhece que "as pessoas vão dando o que podem". Até lá, a Carolina vai esperando pelo dia em que, como ela própria diz, possa ir a Cuba "num avião como o do Noddy". Luís Garcia "
topo
 Com a colaboração de Helcadesign Angariação autorizada pelo MAI (Despacho nº 12123/2008, II n.º 83 de 29/04/2008)  

Carolina Lucas e compartilhar algum artigo fantástico descreve relogios replicas, como Rolex, Omega, Panerai, Hublot, Richard Mille, estes artigos são:replica de relogios

Fala Comigo